TCU detecta: programa Minha Casa Minha Vida entrega casas de baixa qualidade e cheias de defeitos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Auditoria recente do Tribunal de Contas da União revela que o Programa Minha Casa Minha Vida, vitrine eleitoral do governo Dilma, apresenta diversos problemas relacionados à qualidade e à localização das unidades habitacionais entregues à população beneficiada. De acordo com o TCU, falta rigor dos gestores com os processos de contratação e acompanhamento dos projetos, o que faz com que a efetividade do programa seja comprometida. Os técnicos do Tribunal avaliaram, nas unidades habitacionais entregues, quesitos como a qualidade das construções, a infraestrutura no entorno dos empreendimentos, o atendimento das metas do Minha Casa e o desenvolvimento do trabalho técnico social junto aos beneficiários. Foram encontrados defeitos como casas em desconformidade com as especificações mínimas do programa, construídas com materiais de baixa qualidade e sem observar as normas técnicas exigidas. Segundo o relatório, a situação compromete a segurança e o bem estar dos beneficiários.

O TCU também procurou conhecer quais eram as maiores reclamações recebidas dos beneficiários das unidades habitacionais, por meio de entrevista com coordenadores e assistentes de projetos sociais da Caixa Econômica. Foi verificado que 75% dos coordenadores e assistentes indicaram problemas relacionados a vazamentos e infiltrações relatados pelos moradores; 61,5% mencionaram problemas de fissuras; e 41,5% relataram defeitos ou fixação deficiente de portas e janelas. Para piorar este quadro, grande parte dos empreendimentos é construída em áreas periféricas, dentro de zonas urbanas não consolidadas e pouco conectadas à malha urbana. Segundo o relatório do TCU, algumas unidades habitacionais estão instaladas em regiões que carecem de obras de infraestrutura viária, de acesso ao transporte público, de equipamentos públicos de saúde e educação e de espaços para lazer.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp