Rombo bilionário da Petrobras poderia ter sido evitado se denúncias da oposição tivessem sido investigadas

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Se o governo federal tivesse dado atenção às denúncias de corrupção que apareceram há mais de seis anos, e que levaram à apresentação de 18 representações e pedidos de investigação na Procuradoria-Geral da República, o prejuízo da Petrobras hoje não seria tão avassalador para a companhia. A afirmação foi feita pelo senador Alvaro Dias, em pronunciamento no Plenário na sessão desta quinta-feira (23), ao falar sobre o balanço apresentado pela Petrobras. O senador mais uma vez lamentou a negligência e omissão com que os governos do PT trataram as denúncias que foram discutidas na então CPI da Petrobras, instalada em 2009 no Senado e que acabou encerrada prematuramente devido ao bloqueio governista.

“Os números apresentados no balanço da Petrobras são lamentáveis, e um prejuízo quase que irrecuperável para a empresa. O prejuízo de R$ 21,6 bilhões da companhia é a melhor expressão da mistura tóxica de incompetência, má gestão e corrupção que envolveu a atuação da empresa nos últimos 12 anos. Suas perdas bilionárias ocorreram principalmente no tempo em que a hoje presidente da República chefiava seu conselho de administração. É de se lamentar a inação governamental diante das denúncias que surgiram. Se os governantes do País, alertados pelas denúncias que nós apresentamos no Ministério Público, há seis, sete anos, tivessem tomado providências severas para barrar a corrupção na Petrobras, teríamos evitado este enorme prejuízo para a empresa e para o país”, disse o senador.

No seu pronunciamento, Alvaro Dias expressou seu desejo de que a Petrobras seja recolocada nos trilhos da eficiência técnica. “Tivemos acontecimentos lamentáveis na maior companhia brasileira, que produziram um enorme escândalo de corrupção. Mas, sem dúvida, em relação ao presente e ao futuro, o que nós desejamos é o melhor, nós queremos que o atual presidente da Petrobras tenha êxito na sua gestão e, realmente, inicie um novo tempo, de gestão pública transparente, responsável, competente e proba. Que esse seja o caminho a ser trilhado para que a grande empresa, orgulho dos brasileiros, com respeitabilidade internacional, possa voltar aos trilhos da qualificação profissional e dos exuberantes resultados sempre alcançados em todos os seus balanços, historicamente”, afirmou.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp