Requerimento para ouvir Romeu Tuma Junior

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

O senador Alvaro Dias(PSDB/PR) protocolou, nesta quarta-feira(05/02), na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle(CMA), requerimento para que o ex-secretário Nacional de Justiça, delegado Romeu Tuma Junior, seja ouvido no Senado sobre as denúncias feitas em seu livro, “Assassinato de Reputações: um crime de estado”, que liga o governo do PT a dossiês contra adversários políticos e espionagem de ministros do Supremo Tribunal Federal.

Segundo o senador, é importante que o ex-secretário esclareça as denúncias e apresente os documentos citados na entrevista ao programa “Roda Viva”, transmitido pela TV Cultura no dia 3 de fevereiro.
No final do ano passado, o delegado Romeu Tuma Júnior lançou o seu livro, no qual apresenta várias denúncias de irregularidades e faz graves acusações a autoridades federais, como o uso de dossiês forjados para prejudicar adversários; a politização da Polícia Federal e o uso de órgãos de segurança para alcançar objetivos políticos.

O senador já havia apresentado requerimento à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania(CCJ) convidando o delegado, mas os governistas rejeitaram o convite.

Na sessão plenária, Alvaro Dias anunciou a apresentação do requerimento, e avisou que, se o pedido for novamente rejeitado, ele convidará Tuma para comparecer extraoficialmente ao Senado.

“Um país onde os ministros do STF são acossados por arapongas oficiais sob encomenda do próprio governo é um país que está colocando em risco o processo democrático, que está assistindo à derrocada da democracia. Porque é bom repetir sempre: o que há em curso é um projeto de poder e não um projeto de nação. Portanto, é preciso que o Congresso se imponha e aprove este requerimento. O Senado, que tem sido utilizado pelo governo como almoxarifado, não pode se transformar em celeiro de vaquinhas de presépio. Não podemos apenas assistir uma instituição como o STF sendo violentado pela prepotência dos que se acham acima de todas as leis. Que o Senado recupere o respeito a ele devotado em outros tempos”, afirmou o senador Alvaro Dias, que também cobrou do próprio STF e do Ministério Público que iniciem procedimentos de investigação das denúncias do delegado Romeu Tuma Jr.

Leia a íntegra do novo requerimento

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp