PNE deve garantir incentivos à educação a distância

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Na audiência pública para debater o PNE, Luciano Sathler Rosa Guimarães, diretor da Associação Brasileira de Educação a Distância – ABED, defendeu a inclusão, no Plano Nacional de Educação, de uma diretriz que garanta a promoção da educação a distância e a adoção das tecnologias de informação como forma de aperfeiçoar as metodologias de ensino e garantir a competitividade dos novos profissionais. “A previsão da UNESCO é de que a população universitária nos países em desenvolvimento dobre até 2020. E com a convergência digital, a educação a distância ganhou uma importância maior. Por isso, precisamos investir em tecnologia e transformar a banda larga em um direito humano”, disse. O diretor da ABED lembrou que mais de 5 milhões de brasileiros já estudaram em algum curso de educação a distância: “Nós já somos avaliados como universidades, por isso precisamos ter autonomia”. Ele também criticou o preconceito que ainda existe em relação a alunos de educação a distância, que não são beneficiados pelo Fies. Luciano exaltou a qualidade já comprovada dos cursos a distância, defendeu a participação da sociedade civil nos debates, e disse que os alunos precisam ser preparados para as competências do século XXI.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp