Petrobras obstruiu fiscalização do TCU na refinaria Abreu e Lima, a campeã do superfaturamento

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Apesar de a presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, ter afirmado nesta quarta-feira a “O Globo” que abriu comissão interna para apurar a compra da refinaria Pasadena, e que não ficará “pedra por pedra” na apuração de responsabilidades, a estatal tem um histórico de impor barreiras a investigações que envolvam as suas operações. Segundo o site Contas Abertas, no ano passado, a Petrobras obstruiu o acesso do Tribunal de Contas da União a informações sobre a obra da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Segundo relatório do TCU, a estatal teria sonegado informações requisitadas por ministros do Tribunal, prejudicando a realização da auditoria. De acordo com o TCU, os dados ocultos eram, em especial, dos possíveis aditivos referentes ao contrato da Unidade de Croqueamento Retardado (UCR). A UCR permite que as refinarias consigam converter cargas de maior peso molecular, provenientes de fases de refino anteriores, em produtos leves de maior valor agregado, como o óleo diesel.

Reportagem do site Contas Abertas informa que em abril de 2013, uma equipe de auditoria do TCU solicitou à Petrobras todas as Solicitações de Alteração de Escopo (SAE), as Solicitações de Modificação de Projeto (SMP) e os pleitos efetuados pela contratada, pendentes de análise ou em análise, relativas ao contrato da UCR da Abreu e Lima. O TCU afirma que as informações eram imprescindíveis para o desenvolvimento dos trabalhos de auditoria, uma vez que correspondiam a demandas da empresa contratada que podiam ensejar aditivos contratuais de aproximadamente R$ 600 milhões, somente ao contrato da UCR. Entretanto, por meio de carta, a estatal se negou a apresentar tais informações à equipe do TCU.

Leia mais no site Contas Abertas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp