Para Alvaro Dias, Comissão de Relações Exteriores será estratégica para a oposição

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

O Líder da Oposição, senador Alvaro Dias, participou, nesta quarta-feira (25/02), da reunião de líderes para definir os nomes dos presidentes e vice-presidentes das comissões do Senado. O PMDB, maior bancada da Casa, ficou com as Comissões de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), de Serviços de Infraestrutura (CI) e de Assuntos Sociais (CAS). O PT, segunda maior bancada, presidirá a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) e a Comissão de Direitos Humanos (CDH). E o PSDB, terceira maior bancada, ficará com a Comissão de Relações Exteriores (CRE). O presidente será o senador Aloysio Nunes Ferreira.

Para Alvaro Dias, a CRE será estratégica para a oposição: “O PSDB entende que essa comissão será importante devido às várias crises na América Latina. O Brasil é um país de tradições democráticas e não podemos nos conformar com o silêncio das autoridades do Poder Executivo diante de ditaduras violentas e do perdão de dívidas de países acusados de atrocidades”, disse.

Alvaro Dias também destacou como parte da estratégia da oposição aprovar o projeto- em tramitação na CRE – que acaba com o sigilo bancário em empréstimos para outros países e disse que a Comissão deve adotar providências em relação à violência na Venezuela. “Certamente haverá a constituição de uma comissão para verificar a crise no país de Maduro. Na CRE, o PSDB dará agilidade aos problemas da diplomacia brasileira”, declarou o Líder.

Foto: Luiz Wolff

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp