Operação da Polícia Federal prende envolvidos em desvios no Instituto Chico Mendes, do governo federal

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira a Operação Desfalco. O objetivo da ação é combater desvios de recursos da folha de pagamento do ICMBio – Instituto Chico Mendes de Biodiversidade e Meio Ambiente – órgão ligado ao Ministério do Meio Ambiente. Até o momento as investigações da Polícia Federal já identificaram desvios de aproximadamente R$ 1,84 milhões. Um trabalho inicial de controle interno do Instituto Chico Mendes havia identificado uma funcionária terceirizada responsável pela folha de pagamento da instituição que, desde 2010, inseria falsos beneficiários de Ordens Bancárias. Em média eram repassados cerca de R$ 150 mil por mês para contas de familiares da funcionária, que imediatamente sacavam os valores e investiam em construções, imóveis e pagamento de despesas da família. Tudo era feito de forma a dificultar o rastreamento destes valores e evitarr a recuperação do dinheiro desviado. As investigações culminam hoje com o cumprimento de cinco mandados de busca e apreensão, três mandados de prisão temporária, e ainda o bloqueio judicial de nove contas correntes de sete diferentes pessoas ligadas aos investigados e seus familiares. Todas as ações policiais ocorrem no DF e foram fruto de um trabalho que teve início em agosto de 2013.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp