O governo Dilma e o jogo sujo das eleições: bloqueio às emendas da oposição

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

O governo do PT está desrespeitando os acordos firmados entre as lideranças partidárias neste final de ano, e não está empenhando as emendas de parlamentares de oposição. A crítica foi feita pelo senador Alvaro Dias, no Plenário, na última sessão deste ano de 2013. Segundo o senador, esta atitude denota, mais uma vez, a discriminação a que o Palácio do Planalto submete os parlamentares que não são aliados do governo, e revela que o governo está agindo com intenções puramente eleitoreiras, com perseguição de adversários.

“Tomei conhecimento hoje de que as emendas parlamentares de senadores e deputados da oposição não foram empenhadas, mesmo tendo havido o entendimento para a aprovação do Orçamento da União. O dinheiro público não pode ser utilizado nesse jogo eleitoral, nessa disputa; o dinheiro público não pode ser utilizado para discriminar opositores. Por isso, fazemos um apelo ao final do ano para que as emendas parlamentares da oposição sejam também empenhadas a exemplo do que ocorre com as emendas governistas. Falamos aqui muito mais na direção do apelo do que da denúncia, muito mais da direção da esperança do que da frustração, que o governo adote uma postura de respeito ao dinheiro público e ao povo brasileiro, promovendo o empenho das emendas sem interesse eleitoral”, afirmou o senador Alvaro Dias.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp