Números não mentem: pesquisa mostra que parou de crescer o apoio ao governo Dilma

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Apesar de os governistas comemorem os números da avaliação do governo Dilma Rousseff divulgados pela pesquisa CNT/MDA, uma análise mais cuidadosa dos números mostra que a presidente ainda não recuperou nem metade apoio que perdeu após as manifestações de rua dos meses de junho/julho. Como se pode ver no gráfico, na pesquisa da CNT divulgada em junho, antes de começarem os protestos, o governo Dilma tinha 10,1% de menções “ótimo” e 44,1% de menções “bom”, ou seja, uma avaliação positiva de 54,2%. Na pesquisa de setembro, a avaliação da administração petista já havia despencado, e o governo Dilma foi avaliado com 7,2% de “ótimo” e 30,9% de “bom”, chegando a uma avaliação positiva total de 38,1%. Nessa nova pesquisa, de novembro, Dilma avançou muito pouco, chegando a 8% de menções “ótimo” e 31% de “bom”, o que representam uma avaliação positiva total de 39%, apenas 0,9% a mais do que o resultado de dois meses antes. Ao mesmo tempo em que estacionou a avaliação positiva do governo, cresceu a avaliação negativa da presidente. Em setembro a avaliação negativa, formada pelos conceitos “ruim” e “péssimo” estava em 21,9%, e nesta última avaliação, subiu para 22,7%. Se for associado à avaliação negativa o conceito “regular”, escolhido por 37,7% dos entrevistados, verifica-se que o governo do PT é mal avaliado por mais de 60% dos brasileiros.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp