Nível das águas começa a baixar, mas o Paraná precisa de ajuda para os milhares de desabrigados

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

A população paranaense continua sua luta contra os alagamentos e inundações que há dias atingem diversas regiões do Estado. Na cidade de União da Vitória, uma das mais afetadas pelas chuvas, o nível do Rio Iguaçu baixou cerca de sete centímetros nesta quinta-feira (19). Contudo, a Defesa Civil afirma que o nível do rio só deve voltar ao nível normal, de 2,5 metros de profundidade, dentro de 10 ou 15 dias, caso não chova. Na terça-feira (17), o nível do Rio Iguaçu chegou a 8,13 metros de profundidade. Mesmo com a previsão da Defesa Civil, a baixa no nível do rio encheu os moradores da cidade de esperança. O município, que decretou situação de emergência, está 40% embaixo d água, depois das cheias do Rio Iguaçu.

De acordo com boletim divulgado às 18hs desta quinta-feira pela Defesa Civil do Paraná, 787.272 pessoas constavam como prejudicadas pelo temporal. Das 163 cidades atingidas, 147 tiveram a situação de emergência reconhecida pelo Governo Federal. A chuva deixou 41.623 desalojadas no estado, sendo que 29.348 continuam desalojadas, 6.212 estão desabrigadas e 2.704 em abrigos. Onze pessoas morreram e 226 ficaram feridas.

Em discurso nesta semana no Plenário, o senador Alvaro Dias prestou solidariedade ao povo paranaense, que sofre com as consequências das chuvas. O senador cobrou do governo federal ajuda para minimizar os danos causados pela tragédia, com menos burocracia e mais rapidez na liberação do dinheiro. Alvaro Dias lembrou que somente no Paraná quase 800 mil pessoas foram atingidas pelas chuvas e disse que serão necessários R$ 140 milhões somente para reconstruir as estradas destruídas.

“Os números reais, porém, só devem ser conhecidos após a água baixar. Segundo a Presidente Dilma, as famílias atingidas pelas chuvas terão prioridade absoluta para receber recursos de programas federais como o Minha Casa, Minha Vida e o Minha Casa Melhor. Um cartão deve ser feito através de cadastramento junto à prefeitura do município para facilitar a compra de equipamentos e eletrodomésticos necessários ao restabelecimento das famílias, também a liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço para os trabalhadores e facilidades para financiamentos às indústrias, comprometendo-se o Governo a analisar a interrupção temporária do pagamento de impostos federais. São providências necessárias. O Governo do Paraná reivindica mais de R$140 milhões para a recuperação das rodovias que foram destruídas com as enchentes devastadoras no Estado do Paraná. Afinal, resta a esperança de que realmente o Governo Federal possa ser eficiente neste momento. Estamos no ano eleitoral, e, talvez, o ano eleitoral possa ser um estímulo à eficiência. É o que desejamos, manifestando, mais uma vez, a nossa solidariedade a todo o povo do Paraná”, disse Alvaro Dias.

Doações

Mais de 500 pessoas estão em abrigos e, somado às pessoas que estão desalojadas, precisam de doações. A Defesa Civil do Paraná pede doações de roupas infantis masculinas e calçados, e também material de limpeza para que, quando a água abaixar, seja feita uma faxina geral na cidade. As doações devem ser entregues nos quartéis da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. A Secretaria de Assistência Social de União da Vitória pede doações de alimentos, materiais de limpeza, cobertores e colchões.

A entrega deve ser feita no ginásio da faculdade Uni-Uvi, que fica na Rua Balduíno Bohrer, 37. Já os moradores que precisam receber doações devem se cadastrar nos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou na Secretaria Municipal de Assistência Social.

Uma coleta de doações de roupas e alimentos para União da Vitória também está sendo feita no Parque São Lourenço, em Curitiba. A entrega dos materias deve ser feita no mesmo local onde as pulseirinhas da Fan Fest são retiradas. As doações podem ser feitas nesta sexta-feira (20), no sábado (21) e no domingo (22), até as 16h.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp