“Não gostamos de medidas Frankestein”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

O senador Alvaro Dias se posicionou contrariamente, na sessão plenária desta terça (15), à votação da emenda que determina um teto para a aplicação de multas aos planos de saúde, incluída na medida provisória 627 sobre tributação de empresas no exterior. A emenda representa um perdão de R$ 2 bilhões para as operadoras. O valor refere-se à estimativa das punições a serem aplicadas este ano e à redução no estoque.

“Essa é mais uma Medida Provisória com penduricalhos indesejáveis. Sempre ouvimos aqui o compromisso de que haverá o veto da presidente da República a temais incluídos em MPs que não dizem respeito à matéria. Nós sabemos o drama que vivem os brasileiros em relação à saúde, especialmente os mais idosos. Mas esperamos que a presidente vete a questão dos planos de saúde. Não poderíamos propor alterações a essa MP, porque elas levariam o texto ao arquivo. Por isso estamos votando contra as alterações, mas favorável à parte essencial da medida, que é importante. Definitivamente, não gostamos de medidas Frankestein nesta casa”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp