Voto de Pesar em homenagem a Sérgio Guerra, ex-presidente do PSDB

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

O senador Alvaro Dias(PSDB/PR) lamentou, nesta quinta-feira, a morte do ex-presidente nacional do PSDB, deputado Sérgio Guerra. Na sessão plenária desta tarde, o senador apresentou Voto de Pesar, em nome do PSDB, pelo falecimento de Sérgio Guerra. Como lembrou o senador, Sérgio Guerra estava internado há cerca de 15 dias no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Ele sofria de câncer no pulmão. A assessoria do PSDB informou que o velório do ex-presidente da sigla ocorrerá no Recife, sua cidade natal.

“Lamentamos profundamente a morte de Sérgio Guerra, que tanto contribuiu para a vida pública e para o fortalecimento do PSDB, atuando sempre com discrição, diálogo e em busca do entendimento”, disse o senador em seu Voto de Pesar.

No Plenário, Alvaro Dias, falando em nome de toda a bancada do partido no Senado, destacou que Sérgio Guerra foi um dos líderes mais influentes do PSDB, atuando decisivamente, por exemplo, na escolha dos candidatos presidenciais.

“A influência de Sérgio Guerra deve ser reconhecida no seio do PSDB, em episódios como na escolha de José Serra, na campanha presidencial de 2010, e agora com Aécio Neves. E Sérgio Guerra, mesmo com todas as dificuldades que vivia, jamais deixou de atuar no partido, deixando a presidência do PSDB para liderar o Instituto Teotônio Vilela. A verdade é que a política sempre foi a existência de Sérgio Guerra. Ele viveu para a arte da política, sempre com seu espírito de conciliador emérito. Era um político cordial, que atuava com discrição, não gostava dos refletores, preferindo sempre atuar nos bastidores. Não apreciava o denuncismo, preferia o entendimento ao confronto, o diálogo ao enfrentamento. Desta forma, procurava conduzir o PSDB na busca das vitórias que almejava. Sérgio Guerra tem a marca de um político conciliador que fará falta ao nosso partido. Deixamos registrada a nossa homenagem a esse mestre da conciliação e da articulação política, com nossa solidariedade a seus amigos e família”, disse Alvaro Dias no Plenário.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp