Ministério Público investiga desperdício de 214 toneladas de medicamentos no Rio

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Enquanto no Brasil muitos morrem por falta de medicamentos, especialmente os mais caros e que dependem de autorização da ANVISA, no Rio de Janeiro a queima de toneladas de remédio, expôe a irresponsabilidade e a desonestinadade criminosa de agentes públicos. VEJA a noticia:  Depósito da Secretaria Estadual de Saúde incinerou remédios e insumos vencidos entre janeiro e outubro de 2013. Empresa recebeu 219 milhões de reais para controlar estoques

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp