MEC está pisando na bola com inclusão de deficientes, diz Flávio Arns

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Na quinta audiência pública para debater a inclusão dos alunos com deficiência no Plano Nacional de Educação (PNE), relatado pelo senador Alvaro Dias (PSDB/PR), o governador em exercício e secretário de Educação do Paraná, Flávio Arns, entregou um documento do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) com o posicionamento da maioria dos secretários estaduais a favor da Meta 4 do PNE, que preserva as APAES. “O Consed apóia a texto aprovado pela Câmara, rejeitando as emendas do Senado. Precisamos garantir o espaço de inclusão para as duas alternativas: ensino regular e escolas especiais. O MEC, nessa área, está pisando na bola com radicalismo e desrespeito”, destacou.

Flávio Arns disse que a cidadania da pessoa com deficiência deve acontecer em todas as áreas, e que as autoridades não devem fugir da responsabilidade de atender bem os alunos especiais na escola comum, mas destacou que é preciso garantir o poder de escolha dos pais e da comunidade: “Nós somos a favor da inclusão na escola comum, mas não é possível generalizar, pois cada caso é um caso. E o radicalismo é impensável. É  falta de respeito com a comunidade e também falta de humanidade”. O secretário também elogiou o esforço feito pelo então governador do Paraná, Alvaro Dias, para garantir as políticas de inclusão. “Quero cumprimentar de maneira muito especial o ex- governador e amigo Alvaro Dias. Quando ele foi governador, há mais de 20 anos, esse assunto era discutido de forma muito séria. Alvaro e a esposa Débora Dias foram fundamentais na política de inclusão do Paraná”.

Foto: Luiz Wolff

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp