Juros para obras de estádios equivalem a dois Itaquerões

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

A fatura da Copa para Estados, empresas e clubes de futebol que se endividaram para construir ou reformar os estádios será alta. Os empréstimos a bancos públicos e fundos de desenvolvimento regionais chegaram a R$ 4,3 bilhões, mas devem alcançar  R$ 6,7 bilhões, considerando os juros que serão cobrados nos próximos 13 anos.

Levantamento publicado pelo jornal Folha de S.Paulo mostra que, com a estimativa de gastos com juros –R$ 2,4 bilhões–, seria possível construir duas arenas como o Itaquerão. Dos 12 estádios usados durante o torneio, 11 tiveram suas obras bancadas, em parte, com o dinheiro emprestado pelos bancos. O dinheiro dos primeiros empréstimos começou a ser liberado em 2011. Como os contratos previam carência de dois a três anos, as prestações só começaram a ser cobradas neste ano.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp