Instituto Royal, das experiências com animais, recebeu empréstimo do governo com tarja de “sigiloso”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

O Instituto Royal, que recentemente esteve no centro de uma polêmica nacional devido à invasão de seu laboratório, em São Paulo, por ativistas que acusavam a empresa de promover maus-tratos aos animais utilizados em pesquisas, é mais uma empresa que recebeu empréstimos com tarja de “sigiloso” pelo governo federal. De acordo com o site “Contas Abertas”, a diretoria da Finep (Agência Brasileira de Inovação) aprovou o projeto apresentado pelo Instituto Royal para conseguir financiamento de R$ 5,2 milhões do governo federal, em decisão tomada no dia 27 de outubro de 2010. Segundo a Finep, empresa pública vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, as informações sobre o empréstimo ao Instituto são secretas em razão dos conteúdos do projeto serem voltados para o desenvolvimento científico e tecnológico. Apesar de ter validade até dezembro de 2014, o total dos recursos previstos no convênio foi repassado para a entidade em 2012. Leia mais no site Contas Abertas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp