Independência do Banco Central pode entrar na pauta ainda este ano

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

De acordo com matéria do jornal “Estado de S.Paulo”, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), comunicou na semana passada a um grupo restrito de aliados que iria tentar levar adiante a votação do projeto de lei que garante a autonomia de diretores e do presidente do Banco Central (BC). O jornal afirma que na manhã da última sexta-feira (25) Renan Calheiros anunciou que pretendia votar em plenário ainda este ano o substitutivo do senador Francisco Dornelles (PP-RJ), favorável ao projeto apresentado em 2007 pelo ex-líder do PSDB no Senado Arthur Virgílio, atual prefeito de Manaus. O presidente do Senado não avisou ao líder do governo Dilma no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), que iria propor a votação da matéria ainda este ano. Ouvido pelo “Estadão”, o vice-líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias, afirmou que, a despeito da motivação de Renan, a votação do projeto se justifica para, entre outras questões, dar segurança ao investidor. “A independência do Banco Central, sem dúvida alguma, dá mais segurança para o mercado”, afirmou Alvaro Dias. Se for aprovada no Senado pelo calendário previsto por Renan, a matéria terá de passar pela Câmara dos Deputados.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp