Em “O Globo”: críticas à reunião ministerial que se transformou em ato de campanha

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Ao jornal “O Globo”, o senador Alvaro Dias criticou o tom eleitoral da reunião da presidente Dilma Rousseff e de 15 ministros realizada no último sábado (02), no Palácio da Alvorada. Durante sete horas, Dilma cobrou resultados de obras e programas sociais e deixou claro que não aceita atrasos nos cronogramas de entrega das ações, numa clara preocupação com o calendário eleitoral de 2014. Para o senador Alvaro Dias, o encontro teve caráter de propaganda eleitoral. Além da cobrança explícita de metas para o ano eleitoral de 2014, os parlamentares de oposição ouvidos pelo jornal “O Globo” criticaram o fato de a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, ter falado como porta-voz. Ela é potencial candidata ao governo do Paraná, onde Dilma tem ido com frequência. Na saída, Gleisi e Paulo Bernardo foram cercados por estudantes de Curitiba e posaram para fotos. “Dos 39 ministros, 15 se reuniram. Se fossem todos, seria comício. Isso não tirou a característica de projeto eleitoreiro, inclusive pela forma de divulgação dirigida. A utilização da máquina é visível”, disse o senador Alvaro Dias, vice-líder do PSDB no Senado. O senador paranaense também citou a cerimônia de comemoração dos dez anos do Bolsa Família, realizada na semana passada. “Foi com a presença do ex-presidente Lula, um comício em ato oficial e na hora do expediente”, afirmou Alvaro Dias. Leia mais em “O Globo”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp