Economistas cortam previsões para crescimento da economia em 2014

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Economistas ouvidos pelo jornal “O Globo” e “O Estado de S.Paulo” afirmam: a economia brasileira poderá ter crescimento inferior a 2% em 2014. O mercado reviu para baixo suas previsões para o ano que vem após a retração de 0,5% registrada no terceiro trimestre de 2013, divulgada pelo IBGE nesta semana. As expectativas mais pessimistas destacam que a evolução em 2014 pode ser até mesmo menor, na faixa de 1,5%. A visão dos economistas é de que o baixo crescimento deverá acontecer em função de uma tentativa do governo federal de conter a inflação – e, por isso, precisar segurar renda e crédito. Uma pesquisa feita depois da divulgação do PIB pelo serviço AE Projeções, da Agência Estado, com 22 instituições financeiras, mostra que o mercado começa a falar numa economia mais fraca no ano que vem do que neste ano.

O mercado financeiro já esperava um desempenho negativo no terceiro trimestre, mas chamou a atenção a magnitude da queda divulgada pelo IBGE, superando a média das estimativas do mercado financeiro, na casa dos 0,2%. Na comparação internacional feita pelo instituto, a economia brasileira aparece na lanterna de uma lista de 13 países.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp