Dívida pública federal ultrapassa 2 trilhões e bate recorde

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

O Tesouro Nacional divulgou nesta segunda-feira os números atualizados da Dívida Pública Federal, e verificou que o montante subiu 1,69% em outubro em relação a setembro, fechando em R$ 2,022 trilhões. Este foi o maior valor da série histórica iniciada em 2006, e é a primeira vez que o montante passa de R$ 2 trilhões desde dezembro do ano passado. A dívida pública mobiliária – em títulos públicos – interna subiu 1,91%, passando de R$ 1,897 trilhão em setembro para R$ 1,933 trilhão em outubro. Isso ocorreu porque, no mês passado, o Tesouro emitiu R$ 18,62 bilhões em títulos a mais do que resgatou. A dívida de um governo ocorre por meio de contratos ou venda de títulos. Em qualquer caso, é contraída para obter dinheiro para obras ou para pagar outras dívidas. De acordo com o Plano Anual de Financiamento (PAF), divulgado em março, a tendência é que o estoque da Dívida Pública Federal encerre o ano entre R$ 2,1 trilhões e R$ 2,24 trilhões. As emissões de títulos públicos para o BNDES e para a Caixa Econômica Federal foram o principal fator para a alta da dívida pública federal no acumulado do ano.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp