Dilma volta a defender a aprovação do projeto do PT de “regulação da mídia”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Em seu perfil no Facebook, a presidente Dilma Rousseff voltou a defender a aprovação de um projeto de a regulação da mídia. Na mensagem postada em seu perfil, a presidente afirma que “a regulação econômica da mídia não tem nada a ver com controle do conteúdo ou censura. Na verdade, vai evitar monopólios e oligopólios e garantir a pluralidade de opiniões e manifestações culturais, tudo já previsto na nossa Constituição, mas sem ter sido regulamentado. Assista ao vídeo e entenda!”. Na sequência, o vídeo mostra o ministro das Comunicações, Ricardo Berzoini, defendendo também medidas para regular o setor de comunicação. “Então, acredito que regulação, ela tem uma base. Regular qualquer segmento tem uma base, que é a base econômica. A concentração de poder econômico dificilmente leva a relações democráticas e leva a relações assimétricas”, completa a presidente Dilma na peça institucional.

O senador Alvaro Dias, em pronunciamentos e entrevistas, por diversas vezes criticou a tentativa do PT de querer regular a mídia brasileira. Em discurso no Plenário, em setembro de 2011, por exemplo, o senador lembrou que desde a vitória de Lula que o PT tenta, de alguma forma, amordaçar a imprensa. Esta seria apenas mais uma tentativa. “Não se justifica aprovar uma resolução daltônica, que tenta reviver um cromatismo que escamoteia o desejo de uma sigla que não aceita críticas e tenta demonizar a oposição. Eu poderia popularizar um pouco a crítica, afirmando que o PT, neste momento, se parece com aquele comerciante desonesto, que vende produto falso, faz propaganda enganosa e tenta driblar o Conar e o Procon. É o que eu vejo nessa tentativa petista: driblar a opinião pública, por exemplo, dominando a mídia, para que a sujeira acumulada fique debaixo do tapete. É óbvio que este é o objetivo embutido por trás da regulação da mídia: escamotear a verdade’, disse o senador.

Também em entrevista recente, o senador Alvaro Dias afirmou que a reabilitação da ideia da regulação da mídia pelo governo sempre ocorre nas épocas em que o jornalismo investigativo logra êxito na sua tarefa cotidiana de investigar a corrupção da administração pública, e revela fatos que provocam impacto e repúdio da opinião pública. “É este o momento para falar em regulação da mídia? Quando as denúncias de corrupção e roubo de dinheiro público explodem nos principais veículos do Brasil? É nesse cenário de descobertas quase diárias dos desdobramentos do escândalo do petrolão que se anuncia a tentativa de controlar a mídia, sob a denominação de regulação? A verdade é que a imprensa está corajosamente exercitando o seu papel. Sem uma imprensa livre e crítica e sem uma oposição aguerrida, fraqueja a democracia e emerge a ditadura disfarçada”, disse o senador Alvaro Dias.

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp