Dilma inaugura porto em Cuba e promete mais 290 milhões do BNDES para a obra

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Em seu primeiro compromisso oficial em Cuba, nesta segunda-feira (27), a presidenta Dilma Rousseff, inaugurou a primeira etapa do Porto de Mariel, a 45 quilômetros de Havana, capital do país. O porto custou US$ 957 milhões e, deste total, US$ 682 milhões foram financiados pelo BNDES. Em seu discurso, Dilma aproveitou para classificar como “injusto” o bloqueio econômico imposto pelos Estados Unidos a Cuba, e anunciou que o BNDES vai financiar agora a segunda etapa de construção do porto de Mariel, com o aporte de mais US$ 290 milhões. Ainda na solenidade, Dilma agradeceu o envio, pelo governo cubano, de profissionais para o Programa Mais Médicos. Desde o lançamento do programa, Cuba enviou 5,3 mil médicos para trabalhar nas periferias de grandes cidades e interior do Brasil.

Nesta segunda-feira, a Presidência da República informou que mais dois mil médicos cubanos começam a desembarcar nesta terça-feira (28) por Brasília, São Paulo e Fortaleza. Eles fazem parte do terceiro ciclo do Programa Mais Médicos, que conta com 2.891 profissionais. O grupo também é formado por 891 médicos selecionados por meio de inscrições individuais.

(Postado por Eduardo Mota – Assessoria de Imprensa)

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp