Defesa de operação de crédito e protesto contra a discriminação do governo federal ao Paraná

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

O senador Alvaro Dias defendeu, na reunião da Comissão de Assuntos Econômicos, a aprovação da autorização, pelo Congresso, da contratação de operação de crédito, no valor de US$ 60 milhões, entre o BID e o governo do Paraná. Como destacou o senador, os recursos serão usados no Programa Integrado de Inclusão Social e Requalificação Urbana – Família Paranaense. Alvaro Dias rebateu argumentos de senadores da base aliada do governo, e disse que há discriminação ao Estado do Paraná por conta de interesses eleitorais. O senador citou como exemplo a dificuldade de o Estado obter recursos do Programa de Apoio ao Investimento dos Estados e Distrito Federal (Proinveste). O objetivo dessa iniciativa é aumentar a capacidade de investimento dos estados e do Distrito Federal para viabilização de despesas de capital.

“Não estou aqui em cima de um palanque como outros senadores do Estado, até porque não sou candidato ao governo, e acredito que o Paraná merece o respeito de seus representantes. O Estado tem sido tratado de forma diferenciada por este governo federal se o compararmos com o tratamento oferecido a outros estados. Ainda ontem a Folha de S.Paulo publicou um ranking que mostra que 14 estados brasileiros estouraram as suas contas no final do ano passado, e o Paraná não está eles. O Estado do Paraná cumpre e atende aos pressupostos da Lei de Responsabilidade Fiscal, o que é atestado não só pelo governo do Estado, mas pelo Tribunal de Contas paranaense, pela Secretaria do Tesouro Nacional e também pelo Banco do Brasil. Essa linha de crédito, do Proinveste, foi liberada para todos os estados, e não há razão para tamanho atraso na liberação desse empréstimo para o Paraná. Será que este governo considera o Paraná um estado de segunda classe? Estão colocando o Paraná em um patamar secundário no cenário nacional? Porque só isso explica este governo federal ter colocado tantos obstáculos à aprovação deste empréstimo”, disse o senador Alvaro Dias.

O empréstimo foi aprovado na comissão e, a pedido de Alvaro Dias e de outros senadores, a autorização para contratação da operação de empréstimo seguiu em regime de urgência para deliberação do Plenário do Senado.

Foto: Gerdan Wesley

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp