Cobrança de medidas do governo que reduzam inflação e taxa de juros

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Depois do aumento de 0,5% na taxa básica de juros do País, a Selic (elevando o indicador para 10,5%), o Banco Central divulgou ata sinalizando que continuará a política de aumento dos índices ao longo deste ano. Nesta segunda-feira, o próprio boletim Focus do BC, que consulta mais de 100 analistas e economistas de instituições financeiras, já refez suas perspectivas e passou a prever uma taxa de juros de 11% neste ano. O senador Alvaro Dias, ouvido pela Rádio Senado, afirma que, no início dos trabalhos do Congresso, em fevereiro, irá cobrar da equipe econômica medidas que reduzam a inflação e a taxa de juros.

À Rádio Senado, Alvaro Dias destacou que a equipe econômica do governo Dilma manipulou alguns números para fechar as contas do ano passado. Mas ressaltou que o consumidor já sente no bolso a alta da inflação.

“A inflação está sobretudo impactando nos alimentos. Quem foi ao supermercado ontem verificou que houve um aumento de preço incrível. A inflação real é maior do que a inflação oficial divulgada pelo governo atualmente. O Brasil vai viver momentos difíceis. Especialistas vêm afirmando isso. O governo é que tenta iludir”, disse o senador.

(Postado por Eduardo Mota – Assessoria de Imprensa)

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp