Brasileiros dizem que o setor da saúde deve ter prioridade na destinação de recursos públicos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Para a população brasileira, os recursos arrecadados com impostos cobrados do cidadão deveriam financiar principalmente o setor de saúde pública. É o que revela pesquisa promovida pelo Instituto Atlântico e pelo Datafolha, para identificar a opinião da população sobre o uso de impostos e a qualidade da infraestrutura dos municípios. A pesquisa, divulgada pelo jornal “O Globo”, mostra que 58% dos entrevistados defendem a prioridade para a Saúde. A segunda área mais citada foi a Educação, com 22%, seguida pela Segurança Pública (6%), combate à fome e à miséria (5%), redução do desemprego (3%) e habitação (2%). A pesquisa foi feita entre os dias 19 e 21 de fevereiro e ouviu 2.091 pessoas, com 16 anos ou mais, em 120 municípios. Ao apontar a Saúde como área prioritária, o levantamento identificou que quanto maior a idade e menores a escolaridade e a renda familiar, maior a preocupação com o atendimento na rede pública. Entre os mais velhos, o percentual dos que defendem o uso de impostos na Saúde chega a 66%. Entre os entrevistados com baixa escolaridade o percentual é de 63%, e os com renda menor, 62%.

Leia mais em “O Globo”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp