Balança comercial tem pior resultado desde 2000 mesmo com manobra contábil.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

A balança comercial brasileira fechou o ano de 2013 com superávit de apenas US$ 2,5 bilhões, que representa um recuo de 87% com relação a 2012, que também já tinha sido 35% menor do que em 2011.

O resultado de 2013 é histórico por ser o menor desde o ano 2000, e consolida uma tendência de baixa acentuada nas contas externas do país. Para evitar um resultado ainda pior, o Governo Federal, mais uma vez, utilizou-se de manobras fiscais e contábeis para escamotear a realidade. A principal manobra contábil foi feita utilizando uma operação comercial da Petrobrás no valor de US$ 7,7 Bilhões. Ao utilizar o Repetro (Regime Aduaneiro Especial de Exportação e Importação de bens destinados à exploração e à produção de petróleo e gás natural), a Petrobrás “exportou” plataformas de exploração submarina que nunca sairão do país, e serão utilizadas por uma subsidiaria holandesa. O artifício funciona para maquiar livros contábeis e estatísticas econômicas, mas a credibilidade do país no exterior fica ainda mais abalada, consolidando a versão de que o Governo faz de tudo para enganar a população, mas não é capaz de fazer o dever de casa. (Gustavo-Assessoria)

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp