Assessores do Planalto participaram de estratégia na CPI da Petrobras

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Assessores do Palácio do Planalto coordenaram a atuação da Petrobras e da liderança do PT no Senado durante as investigações da CPI da Petrobras. Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, o secretário-executivo da Secretaria de Relações Institucionais do Planalto,Luiz Azevedo, ajudou a elaborar o plano de trabalho apresentado pela comissão em maio, que incluía um roteiro para a investigação e sugestões de perguntas.

De acordo com a Folha, Azevedo foi o estrategista escalado pelo governo para blindar a presidente Dilma Rousseff e evitar que o trabalho da CPI atingisse a atual diretoria da Petrobras. Além dele, o Planalto destacou ainda Paulo Argenta(citado na reportagem da revista Veja).

Os assessores do Planalto tiveram acesso antecipado às perguntas e pediram que a CPI não votasse vários requerimentos que poderiam criar embaraço para a Petrobras e o governo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp