Apesar de considerada “inidônea” pela CGU, Delta recebeu mais de R$ 100 milhões do governo Dilma em 2014

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Recentemente, a presidente Dilma disse que o seu governo é o que mais investiga a corrupção na história do país, e que todos os que desviaram recursos públicos serão punidos, “doa a quem doer”. E a presidente teria ordenado à Controladoria-Geral da União que, além de investigar, declarasse inidôneas empresas que praticaram corrupção, para que elas não mais celebrem contratos com o governo federal. A realidade das contas públicas, entretanto, mostra que existe uma distância quilométrica entre o discurso de Dilma e a ação de seu governo, que não leva à frente a prática de “fazer doer” as punições.

O site Contas Abertas revela, nesta quinta-feira, que a Delta Construções, empresa acusada de ter desviado milhões de reais em recursos recebidos do Dnit, e que foi considerada “inidônea” pela CGU, continuou recebendo recursos do governo federal. A Delta, que teve seu presidente, o empresário Fernando Cavendish, envolvido nas investigações da CPI do caso Cachoeira, recebeu, segundo o Contas Abertas, cerca de R$ 121 milhões somente no ano de 2014. A empresa liderou o ranking de empreiteiras com recursos do orçamento da União desde 2007, quando o Programa de Aceleração do Crescimento foi implementado, até ser considerada inidônea no dia 13 de agosto de 2012.

O superfaturamento de obras e desvios de recursos públicos operados pela Delta foram alvo de uma CPI no Congresso. O senador Alvaro Dias foi um dos mais atuantes parlamentares da CPI, e denunciou que a construtora era a matriz de um sofisticado esquema de corrupção que envolvia agentes públicos e privados. Como a CPI foi mais uma vez dominada pelo governo, o senador apresentou um relatório paralelo, enviado ao Ministério Público, com farto material de prova e indícios que mostravam o caminho percorrido pelos corruptos e corruptores para o desvio do dinheiro público em mais este monumental escândalo de corrupção, que até hoje, entretanto, ainda não foi totalmente revelado e punido. “Esse é sem dúvida, um dos maiores escândalos dos últimos anos, com o desvio de centenas de milhões de reais pela Delta, mas vergonhosamente acobertado pelo governo do PT e ainda não desvendado inteiramente”, disse recentemente o senador Alvaro Dias.

Leia mais no site do Contas Abertas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp