Agência internacional critica governo Dilma e afirma que há “problema estrutural muito sério no País”

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp

Em entrevista ao jornal “O Estado de S.Paulo”, o diretor da agência de classificação de risco Fitch Ratings, Rafael Guedes, afirmou que “há um problema estrutural muito sério no Brasil”. O diretor, na entrevista, analisa a situação econômica do país em termos de crescimento e em comparação com outras nações, e afirma que a mudança feita pela agência na perspectiva da nota do país em abril, para negativa, refletiu a busca pelo crescimento a qualquer custo que deteriorou os números brasileiros de maneira forte e rápida.

De acordo com o “Estadão, Rafael Guedes, que participou nesta semana do evento Panorama Econômico e de Negócios do Brasil, promovido pela Americas Society/Council of the Americas e pela Amcham-Brasil, essa alteração considerou o desequilíbrio macroeconômico local, as expectativas de crescimento para o país de cerca de 2% nos próximos anos e ainda o cenário político. “A popularidade da presidente Dilma Rousseff está muito, muito baixa. Há escândalos acontecendo, e isso tem causado impacto na confiança do investidor, do empresário, do consumidor. Há aumento do desemprego, menor crescimento do crédito… Isso tudo levando a questionamentos de para onde vai a dinâmica do Brasil”, disse o diretor da agência Fitch.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest
Share on pocket
Pocket
Share on whatsapp
WhatsApp